Garota Problema


Quem é Adele?
10 de junho de 2011, 17:05
Filed under: aleatório, música | Tags: , , ,

Esses dias eu vi um video do MTV Movie Awards e enquanto a pessoa estava indo receber o prêmio, tinha uma música de fundo que eu curti e queria ouvir. No dia seguinte, em um blog que eu assino o feed, tava lá embedado o clipe da Adele, pela enésima vez, no enésimo blog. Decidi ouvir pra entender o frisson entorno na garota. DAÍ EU ACHEI A MÚSICA QUE EU QUERIA OUVIR! Rolling in the Deep é o nome da música que já me fez sorrir, chorar, pensar, dançar e querer cantar a plenos pulmões.

Na mesma hora eu fui baixar o CD. Adele é linda. A tristeza dela é linda. Se eu estivesse na fossa com certeza iria chorar horrores ao som do álbum 21, o segundo de sua carreira.

Não sou boa em falar de música e mais informações sobre a vida artística da cantora você encontra no Move That Jukebox mais próximo. Vim aqui falar sobre o que eu sinto quando ouço o CD da moça.

Melancolia, vontade de morrer e outros sentimentos típicos do fim de uma paixão. Eu entendo Adele. Atualmente me encontro num relacionamento que vai muito bem, obrigada. Mas eu já passei por muita coisa nesses 22 anos de vida. Posso falar que sofro desde os 13 anos, quando comecei a gostar de um menino do colégio que não me dava a mínima. Acho que foi a primeira vez que eu chorei por um cara.

Eu já tive tanta frustração nessa vida que já fui de Carrie Bradshaw a Serena Van der Woodseen, a gossip girl que se apaixona por qualquer coisa que se movimente e tenha algo balançando entre as pernas.

Mas isso é passado, tá lá bem longe. Mas as lições ficaram e quando eu escuto Adele eu entendo o sentimento dela. Uma vez uma cantora disse numa entrevista que precisa estar apaixonada para compor, mas isso não significava que ela estava de fato apaixonada por alguém. Deu pra entender? Pois bem, eu entendi. E é bem isso que a Adele me transmite. Eu não fico pensando em alguém, até porque, como eu disse, tenho um relacionamento que me completa e me traz muita felicidade, mas o sentimento que eu tenho ouvindo as músicas é como uma profunda depressão, um vazio… Tanto que lágrimas até já rolaram e, acredito eu, vão continuar rolando. É como se eu estivesse vendo um filme onde me emociono e me identifico com a protagonista que sofre, mas a protagonista sou eu, só que ela não tem nada a ver comigo hoje. Difícil explicar. Mas a melhor parte é saber que esse sentimento não existe dentro de mim de verdade. É realmente como assistir um filme, quando ele acaba, o choro vai embora e o sentimento ruim também e daí eu penso: “ufa, tá tudo bem!”

Me apaixonei pela voz doce de Adele, pelo seu jeito e também pela sua aparência. Adele é linda em tudo o que faz e pude conhecer até agora. Recomendo!

Anúncios