Garota Problema


entendendo as mulheres
11 de maio de 2009, 22:22
Filed under: relacionamentos | Tags: , , ,

Eu não sou de kibar conteúdo alheio, mas esse vale a pena. Homens, aprendam o que nós, mulheres, queremos dizer quando soltamos as seguintes palavras/frases:

– Certo.
Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.

– 5 minutos.
Se ela está se arrumando significa meia hora. “5 minutos” só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas.

– Nada.
Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em “Nada” normalmente terminam em “Certo”.

– Você que sabe.
É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer… e não diga que também não sabe!

– Suspiro ALTO.
Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre “Nada”.

– Tudo bem.
Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. “Tudo bem” significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.

– Obrigada.
Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga “por nada”. (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga “MUITO obrigada” – isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÃO diga “por nada”. Isso apenas provocará o “Esquece”).

– Esquece.
É uma mulher dizendo “FODA-SE”.

– Deixa pra lá, EU resolvo.
Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando “o que aconteceu?”. Para a resposta da mulher, consulte o item 3.

– Precisamos conversar.
Fodeu. Você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.

– Sabe, eu estive pensando…
Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse

Entenderam?

peguei aqui.



os caras da minha vida
10 de março de 2009, 16:10
Filed under: aleatório, eu quero!, Uncategorized | Tags: , , ,

Tava tipo assim pensando nos homens da minha vida. Não da minha vida real, lógico…mas daqueles caras que me fazem querer ver não só o filme todo mas os outros que eles fizeram, alguns que eu conto os dias da semana só pra poder ligar a TV e poder ver ele ali, na tela da TV do meu lar.

Seth Rogen: foi um achado. Vi ele no filme “O Virgem de 40 anos” e eu amei…Amei muito mais porque nesse filme tinha o meu lindinho Paul Rudd. Seth Rogen é tudo o que eu procuro: alto, não é nada atlético nem musculoso, é uma mistura de loiro com ruivo (repara nisso, mudam as tonalidades…genial!), usa óculos, tem um jeito nerd, se veste de forma descolada, fica liiiindo demais de terno e tem um senso de humor incrível. AMO mil vezes.

Paul Rudd: Paul Rudd apareceu na minha vida por volta de 1997, quando eu tinha 8 anos e o filme “As patricinhas de Beverly Hills” passava na Tela Quente, da Globo! Poxa, de cara eu me amarrei naquele “bad boy”. Na realidade ele não era bad boy, fazia o tipo “não ligo pra nada, gata…mas tô aqui pra você”, ou algo do gênero. Bom, eu, criança de 8 anos gostei, mas ainda não o via como homem, saca? Daí anos depois eu assistindo “Friends” quem aparece? O Mike, namorado da Phoebe, lembra? Pois é, o Mike é o Paul Rudd…e eu fiquei com invejinha (branca) da Phoebe. Bom, depois disso a internet já estava ai pra galera, então eu comecei a pesquisar mais sobre o que ele já tinha feito e agora eu vejo todos os filmes que ele faz ou que já tenha visto mas que eu ainda não achei…às vezes algum canal resolve passar alguma comédia romântica dos anos 90 para o meu deleite!

Rafael Cortez: Eu lembro muito bem a primeira coisa que eu fiz quando vi Rafael Cortez no CQC: meu queixo caiu…tipo aquela coisa de você ficar babando. Que homem é esse dels? Manda um a-go-ra pra minha casa. Óbvio que eu fui xeretar a vida alheia e procurar ele no orkut, né? Só que eu e mais trocentas meninas tivemos a mesma brilhante idéia, porém nem todas tiveram a brilhante idéia de fuçar e dizer tchau. NÃÃÃÃÃO. E piriguete se contenta em só fuçar e ver a vida alheia? Resultado: um monte de scraps pro cara. Não fui nem idiota a ponto de pensar em adicionar, até porque ele já está adicionado no meu coração </brega>. Daí eu achei o BLOG dele. E comecei a ler…E quando eu era a primeira a ler, graças ao meu ócio do ano anterior e do meu feed que me avisava, eu comentava…mas só quando sabia que seria a primeira ou uma das…pq né? Certeza que ele não ia ler nada e nem ia lembrar do meu nome, nem de nada…até que um dia ele me reconheceu! Ok, essa última parte é invenção :D Rafael Cortez, se você jogar seu nome no Google e cair no meu blog saiba que eu sou gamada em você oks?  Beijomeliga, mas liga mesmo.

Ok, esse é meu Top 3 da TV/Cinema. Ainda tem o Josh Radnor – o Ted de How I Met Your Mother, Stephen Moyer – Vampire Bill de True Blood e alguns outros, mas não muitos…tá achando que eu sou facinho?



Homens x Revistas Femininas
13 de setembro de 2008, 01:37
Filed under: aleatório, Uncategorized | Tags: , ,

Desde que eu me dou por gente internauta eu acesso o UOL. Lá em casa rola até briga quando minha mãe ameaça tirar UOL e trocar pelo Terra. Urghs. Como meu blog não é famoso e nem nada, não vou nem escrever que isso não é post pago pelo UOL. Opa, escrevi…tá, não é mesmo.

Na minha opinião UOL sempre foi o melhor portal. Ele tem acesso aos melhores jornais e revistas, ótimo conteúdo informativo sobre os mais diversos assunto, mas assim como ele me agradas, as vezes ele me decepciona. Como quando ele coloca esse tipo de matéria na home, com a chamada de ‘Invista nas preliminares’. Okay eu assumo que com essa chamada eles me deixaram curiosa. Preliminar é uma coisa bem boa…e como diz na matéria, essencial para as mulheres. Agora o conteúdo deixou muito a desejar.

Primeiro que é um artigo de uma revista feminina, mas o texto é direcionado para o público masculino! Sério, é só ler a matéria. Que mulher vai chegar pro homem e falar ‘amorzinho, lê essa matéria e depois pratica tudo comigo’. Nossa, deve ser broxante pro homem, que deve encarar isso como um tapa na cara, só faltou a fulana dizer que o cara não sabe excitá-la!E tem mais: a mulher lê isso e passa a bola pro homem, ele lê. Dai o pobre coitado vai e tenta fazer umas “manobras” daquelas. Se sou eu ali eu começo a rir do pobre coitado. Imagina o cara lá se esforçando pra seguir o conselho de uma revista feminina e a mulher rindo da cara dele, porque, né, é ridículo. É forçado…

Agora se a matéria está numa revista masculina, sei lá, na Playboy, tudo bem. Eu não tenho nenhuma amiga que compre e leia essa revista. Tá, só a minha vizinha doida que assina pro filho, mas daí é outra história. É menos gay o cara ler esse tipo de matéria numa revista masculina do que em uma feminina. A cena: revista feminina aberta nessa página no banheiro. O cara vê que é revista feminina e nem olha, né?! Se olha é por curiosidade e com muita maldade comenta com a mulher, no final os dois podem acabar rindo…ou não!

Nada contra a autora da matéria, não a conheço, nem sei se já li outras matérias. É só a minha opinião que eu estou expondo porque eu simplesmente senti vontade de compartilhar. Aliás, eu já deixei claro como eu gosto do UOL e do seu conteúdo? Mas se nem Jesus agradou todo mundo, minha gente…