Garota Problema


if i were lady gaga
29 de maio de 2009, 15:15
Filed under: aleatório, música | Tags: ,

Se eu fosse a Lady GaGa chamava essa menina pra fazer uma apresentação comigo!

XOXO



eu não sou normal e nem quero ser. vou desabafar

hoje quando eu saí do trabalho, peguei o ônibus sentido vila mariana, desci no metrô sumaré e de repente eu me toquei que não sabia o que estava realmente fazendo, percebi que eu estava no modo automático da vida. eu não queria ir pra faculdade, na realidade eu devia ter atravessado aquela rua e ter voltado pra casa, pra terminar meu fichamento sobre o chatinho do jameson, mas não eu estava no modo automático da vida. então, para não ser o tipo de “ordinary girl”, eu decidi descer no metrô consolação e andar pela avenida, assim sem rumo. na realidade, eu tinha um rumo, o starbucks do top center e a sua poltrona incrivelmente confortável, perfeita para eu terminar de grifar meu texto sobre cultura e pós-modernidade, tudo isso acompanhado de um mocha grande com baunilha. então tocou ella fitzgerald e se não fosse por aquele grupinho de adolescentes fazendo baderna no meu local de paz, tudo teria sido perfeito.

daí nesse momento, estou eu lá sentada, olhando pra rua, e começo a pensar em muita coisa, muita coisa que aconteceu nos últimos tempos, não sei exatamente o período desse tempo, mas digamos que exatamente há um ano atrás eu me imaginava exatamente onde eu estou hoje. e há um ano atrás eu sei que sentia um frio imenso na barriga, mas  eu também estava mega feliz com a minha situação naquela época. sinto saudades, de verdade. e olha, o que eu aprendi de um ano pra cá não tá escrito, o que eu cresci, as histórias que eu tenho pra contar, pra mim ainda é tudo muito incrível, tanto que às vezes parece que nem fui eu quem viveu tudo o que aconteceu…pra mim é simplesmente lindo!

sendo totalmente sincera comigo mesma, eu admito que eu não estou 100% feliz, aliás teve dias, ou horas, ou momentos que eu estava 100% feliz, até porque eu acredito que ninguém é 100% por 24h, se não a vida não seria nem um pouco interessante. o que me mata no momento é que, infelizmente, eu não me adaptei à faculdade nova. sei lá, eu sinto falta do que eu tinha antes, mesmo sendo pouco, sinto muita falta dos professores, sinto até falta de subir 3 andares de escada…sei lá. sinto falta mesmo. acho que eu superestimei tanto a nova faculdade, que ela não superou minhas expectativas, então, no final, a culpa é toda minha, eu sei. então, quando dá 18h eu só quero morrer por ter que me dirigir pra um lugar que eu realmente não gostaria de ir. tem coisas lá que me fazem gostar daquele lugar, tem até pessoas que fazem valer um pouco apena, e são pessoas, ou pessoa, que eu JAMAIS esperei fazer amizade, eu tenho, sei lá, 15 minutos de conversa com a pessoa e esse momento torna tudo um pouquinho mais agradável (carol, se um dia você ler isso, é pra você, rs…).

daí tem uma outra coisa que me incomoda demais. a confusão que está uma parte da minha vida. pensando bem, mesmo que eu pudesse, eu não mudaria nada do que eu fiz, absolutamente nada. eu não voltaria no tempo e deixaria de fazer certas coisas por conta de outras coisas ou de pessoas. não! eu faria tudo exatamente igual. o que me incomoda de verdade é a falta de comunicação. juro! pra começo de conversa eu sinto muito falta da bruna. cara, é horrível ir pra sjc e saber que ela não está lá, que ela não vai sair comigo pra uma balada fuleira, mas que a gente vai se divertir horrores. eu tipos “perdi” uma irmã, sabe? daí a minha mãe diz que eu fico enfiada dentro de casa, que eu desligo meu celular, que eu me desconecto da cidade, mas o que eu quero mesmo é ter um momento meu. sei lá, eu só queria contar as coisas pra bruna, pra ela me dizer que tudo vai ficar bem, que as coisas na faculdade vão melhorar, que aquele cara é um idiota e não me merece, que eu tô me saindo bem no trabalho e que eu tô lindo e emagreci. fala aí, a bruna é genial! e como mulheres, claro que rola uma certa competição entre a gente, mas é tão saudável que passa despercebido, sei lá…eu arrumava peguete pra ela e vice-versa. e a gente nunca, jamais, disputava. a gente desistia, mas não disputava, jamais! então, mas daí tem os outros amigos de sjc que fazem certas coisas valerem a pena. galere, eu continuo amando vocês do fundo meu coração.

então, é isso. eu só precisava desabafar e sair do modo automático, porque se tem uma coisa que eu odeio é ser normal e comum. tô aqui pra provar que eu posso quebrar a rotina e ser diferente quando eu quiser, mas eu não consegui ser espontânea hoje, não consegui pegar meu celular e ligar pra quem eu queria, infelizmente. e não, eu não preciso provar isso para as pessoas, só pra mim, eu preciso me firmar pra mim todos os dias e nunca esquecer os meus objetivos e os meus erros, para não errar de novo. eu errei muito no último ano, mas acertei bastante. já estive no lugar certo, na hora certa e no lugar errado, na hora errada. agora eu vou fazer a p*rra do fichamento de comunicação compara 2, matéria que eu não  entendo absolutamente nada e eu SEI que tô de exame, hehehe.



relógio
12 de maio de 2009, 14:31
Filed under: relógios que eu não consigo ver a hora | Tags: ,

Diesel-DZ9044

Diesel-DZ9044-1
Saca a dificuldade para ver as horas nesse relógio. Achei feio também, essa tela gigante e o reloginho ao lado.

via



entendendo as mulheres
11 de maio de 2009, 22:22
Filed under: relacionamentos | Tags: , , ,

Eu não sou de kibar conteúdo alheio, mas esse vale a pena. Homens, aprendam o que nós, mulheres, queremos dizer quando soltamos as seguintes palavras/frases:

– Certo.
Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.

– 5 minutos.
Se ela está se arrumando significa meia hora. “5 minutos” só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas.

– Nada.
Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em “Nada” normalmente terminam em “Certo”.

– Você que sabe.
É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer… e não diga que também não sabe!

– Suspiro ALTO.
Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre “Nada”.

– Tudo bem.
Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. “Tudo bem” significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.

– Obrigada.
Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga “por nada”. (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga “MUITO obrigada” – isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÃO diga “por nada”. Isso apenas provocará o “Esquece”).

– Esquece.
É uma mulher dizendo “FODA-SE”.

– Deixa pra lá, EU resolvo.
Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando “o que aconteceu?”. Para a resposta da mulher, consulte o item 3.

– Precisamos conversar.
Fodeu. Você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.

– Sabe, eu estive pensando…
Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse

Entenderam?

peguei aqui.



mãe
11 de maio de 2009, 11:11
Filed under: Uncategorized

hope

“Eu espero que eu possa dar para meus filhos a mesma felicidade que você me deu…”

Mãe, você é tudinho pra mim. É uma inspiração. É a saudade que eu sinto. É meu porto seguro. Quem enxuga minhas lágrimas, mesmo por telefone, e quem compartilha os melhores sorrisos, mesmo por SMS. Te amo, Lucia Santana.

imagem via PostSecret



relógios que eu não consigo ver a hora
8 de maio de 2009, 21:42
Filed under: relógios que eu não consigo ver a hora

via

Não que eu não consiga ver a hora, mas dificulta um pouquinho (bastantinho, vai). Dica da @Agua_



streaming de um dia da minha vida
7 de maio de 2009, 09:55
Filed under: aleatório, cotidiano

08h00: acordo com Again, do Lenny Kravitz.

08h25: café da manhã: leite com nescau, pão folha com margarina. pego uma maçã, vou comer no trabalho.

08h49: saindo de casa, vou trabalhar.

08h58: cheguei no trabalho.

09h00: tem job! vou ler alguns blogs e vou fazer minha lista de fossa.

09h13: abri o word, vou começar o job daqui a pouco.

10h00: fazer lista de músicas para ficar na fossa

10h10: escutar as músicas e curtir a fossa

10h30: pegar um capuccino, curtir a fossa e acabar com o sono

10h32: trocar o capuccino por uma maçã

11h00: nem tô mais pensando

12h00: “meu mundo caiu…”

12h19: começo a me sentir melhor

12h22: sono incrivelmente chato

12h32: baixando cd novo do móveis. medo define a situação

12h35: alguém me chama no msn, OMG! mas nem me animo muito :/

12h55: fui almoçar, ouvindo móveis, claro.

13h00: no email:entregar job, na vida real: entreguei faz teeeempo.

13h45: voltei do almoço, yés. menos de uma hora. chuuuuupa, tempo!

14h40: pinkego me convida pra escrever um texto pro blog.

15h08: okay, todas as pessoas que eu queria, falaram comigo hoje. bom sinal? minha lista fossa foi pro saco. a felicidade reinará novamente? aguarde os próximos episódios.

15h42: as coisas parecem estar melhorando. disseram que eu estou mais magra, ganhei o dia!

17h03: socuerro! muita coisa pra fazer e pensar ao mesmo tempo. fódel.

17h19: a tpm baixou, mas nem foi em mim.

18h08: okay. meu dia tá quase acabando. força no picumã e bora fazer a prova maldita. saldo até agora: eu tô bem (:

19h45: prova global na faculdade. veremos.

20h00: tô me matando de rir de algumas perguntas!

20h23: “o que é metacomunicação?”, gente, RI ALTO nessa!

21h21: saí da sala, vou pra casa.

22h15: cheguei em casa. comer, banho, texto e dormir!

23h52: vou dormir antes da meia noite. YES!