Garota Problema


os melhores de 2008

Todos os blogueiros fazem suas listas de ‘Os melhores do ano’ e eu não vou perder a oportunidade de falar sobre o que me fez feliz esse ano. Tá, foram MUITAS coisas, muitas mesmo. Confesso que eu quebrei umas promessas que fiz pra mim, mas tudo bem, todo mundo saiu ileso…menos eu.

Livros: Chorei litros com ‘Marley & Eu‘, sério. Li com uma caixinha de lenços do lado. ‘Ensaio Sobre a Cegueira‘ eu não li, devorei! Li no trem, no metrô, andando, na rodoviária, eu simplesmente não consegui parar de ler, é ÓTIMO.

Marley & Eu

Marley & Eu

Cinema: Em ‘Ensaio Sobre a Cegueira‘ adaptação do livro foi fantástica. Meirelles conseguiu transformar o que estava na minha mente em filme. Foi tão fiel à minha imaginação que eu me surpreendi. AMAY. Assisti também o lindo ‘MyBlueberry Nights ‘, de Kar Wai Wong, e zenti eu super recomendo esse filme. É pra quem gosta de romance sem ser água-com-açúcar. A melhor comédia pra mim foi ‘Zack and Miri Make a Porn‘, eu definitvamente amo o Seth Rogen, pra mim ele é o Paul Rudd mais novo. Animação ficou por conta de Wall-E, da Pixar, que explora o futuro que nos condena, na minha humilde opinião.

Wall-E

Wall-E

Música: Ai, agora complica né. Esse ano foi musicalmente lindo. Fui em vários shows, fotografei, escrevi bastante sobre música, conheci muita banda bacana. Vamos lá aleatoriamente, porque eu não lembro a ordem de nada. Pra começar eu amay uma banda daqui da região do Vale do Paraíba, Copacabana Café. Eles tocaram na minha festa de aniversário e tem um som lindo! Fiz um texto sobre o CD aqui. Uma descoberta via Trabalho Sujo foi Lykke Li. A primeira impressão que eu tive de Lykke foi ‘ela é uma bailarina, ou me lembra os meus tempos de bailarina’. Com ela eu vejo tudo em tons pastéis. Tirando a minha banda “café-com-leite” (porque não conta), a música que eu mais ouvi esse ano foi ‘Always Where I Need To Be‘, do The Kooks. QOTSA não ficou de fora da minha playlist.

Meu disco pop favorito foi Circus, da Britney. Aliás, eu amo o fato dela estar de volta, mais bitch do que nunca, mas sempre com aquela cara de menina inocente (“não foi minha culpa, gente!”).

The Kooks é só amor

The Kooks é só amor

Séries: The Big Bang Theory dispensa apresentações. How I Met Your Mother foi a série que eu viciei esse ano. Assisti 3 temporadas em menos de um mês! Gossip Girl teve sua primeira temporada em 2007, finalizando em 2008, mas voltou com a segunda temporada incrível. Ai são tantas outras coisas,  é só ver aqui.

Não substitui Friends, mas é incrivel

Não substitui Friends, mas é incrível

Basicamente 2008 foi isso. BASICAMENTE! Teve tanta coisa. muita coisa mudou de uma hora para outra, MESMO! Terminei meu segundo ano da facul (com média excelentes, ok?), arrumei estágio, sai do estágio, arrumei emprego, estou empregada, conheci gente, muita, muita gente. Eu sinto que vou começar 2009 muito bem, obrigada. Não vou colocar meia dúzia de palavras clichês porque todo mundo tá exausto de ler essas coisas. A única coisa que eu posso escrever é que todo mundo deveria correr atrás do que quer, com muita determinação, foi graças a isso que eu posso falar que 2008 não foi o melhor ano, mas eu fiz o meu melhor.

Tchau 2008, te amay. Beijo, mas não me liga.

Tchau 2008, te amay. Beijo, mas não me liga.

Oi 2009, tô doidinha pra te fazer acontecer!

Anúncios


Quando eu descobri que Papai Noel não existe
21 de dezembro de 2008, 14:58
Filed under: cotidiano | Tags: , , , ,

Quando chegava Dezembro mamãe me levava ao shopping para escolher meus presentes de aniversário e Natal. Depois eu me divertia no parquinho, com aqueles aviões, carrinho bate-bate, carrossel e aquele onde você bate na cabeça do jacaré que sai do buraco. Ai tinha o McDonald´s, o sorvete e pra terminar o passeio o Papai Noel do shopping.

Nossa, tenho milhares de fotos com o mesmo cara que era o tal do Papai Noel daquele shopping. Eu até via os outros mas eu achava que eles só imitavam aquele que eu julgava ser o verdadeiro.

Um belo dia de dezembro, durante esse passeio, que era uma das coisas mais legais pra mim em dezembro, eu fui lá ver o Papai Noel, fazer meu pedido de Natal (que eu já sabia que a mamãe que ia dar, ela sempre falava que o Papai Noel não queria me acordar e deixou com ela meu presente, ou na casa da minha vó), quando ‘ó meldels, quem é esse cara?’. Trocaram meu Papai Noel por outro. O meu verdadeiro Papai Noel por uma cópia. Não satisfeita eu fui lá fazer meu pedido de Natal, contar que eu tinha sido uma boa menina, mas eu fui porque mamãe pediu, mas eu também não deixei ela tirar foto. Gente, tinham sumido com o meu Papai Noel. Eu cresci vendo aquele senhor sofrer em pleno calor de dezembro. Mas o meu Papai Noel tinha barba branca DE VERDADE! O homem não usava barba postiça e nhé. Naquele dia eu enchi minha mãe de pergunta: “ele tá cansado?”, “tirou férias?”…minha mãe deve ter inventado algumas coisas não muito malucas porque ela nunca me iludiu com essa história de Papai Noel, Coelhinho da Páscoa e etc.

Não satisfeita eu voltei ao shopping pra ver se o meu Papai Noel tinha voltado…e NADA dele aparecer. Fiquei muito triste, mas me conformei…e é só isso que eu me lembro, que eu me conformei com esse fato. Me olhei no espelho e pensei que estava crescidinha demais pra essas coisas. Eu nunca fui do tipo Peter Pan mesmo.

E para efeito de curiosidade: eu nunca falei para os meus amiguinhos que Papai Noel não existia, deixei eles descobrirem sozinhos, claro. Nunca fui fofoqueira.

"esse é o MEU Papai Noel, tá?" (não sou eu na foto, galere)

"esse é o MEU Papai Noel, tá?" (não sou eu na foto, galere)



eu sou mais indie que você
19 de dezembro de 2008, 14:52
Filed under: música | Tags: , , , , ,

Hoje foi anunciado que Kraftwerk vai abrir o show do Radiohead aqui no Brasil. E daí, né? Eu nasci em 1988, minha gente. Não, eu nem conheço a banda ou mal conheço. Ouvi uma ou duas músicas, sei lá. Se você quer ouvir vai lá no blip.fm ou sei lá pq eu não tô afim de linkar música eletrônica aqui. Pop eletrônico, whatever. Não gosto desse tipo de música. Também não gosto de Sigur Rós, que estava sendo cogitado para tocar por aqui no mesmo festival.

Então que o povo vem no Twitter falar que “ai eu amo a banda Kraftwerk”, “jura que Kraftwerk vai tocar? Ai, morri!”. Dúvido que todo mundo conheça…olha a síndrome do “eu sou mais indie que você, lalalalaá. Eu conheço essa banda há mais tempo, lalalalalalalá”. Menos galera, menos. Alguns nasceram ontem e acham que conhecem a discografia inteira de uma banda que tá esquecida. Esquecidinha, vai. Eu realmente acredito que algumas pessoas conheçam e gostem, mas de repente todo mundo conhece? Não cola, desculpa. Mas não é? Tem pessoas que aparentam não ter vida, se dedicam à descoberta de novas bandas e só…Não acredito nisso.

Veremos Last.fm´s BOMBANDO com Radiohead e Kraftwerk. Pensando bem prefiro uma banda com seu pop eletrônico mimimi do que uma mais deprê que Radiohead. Fikdik que eu AMO Radiohead.

"eu conheo, sou mais indie que você" aham, então me conta tudo sobre eles...sem olhar no Google.

"eu conheço, sou mais indie que você" aham, então me conta tudo sobre eles...sem olhar no Google.

UPDATE: Ahn, então Los Hermanos pode reaparecer, é? No mesmo festival, é isso?



Little Joy Little Joy Little Joy Little Joy
18 de dezembro de 2008, 09:51
Filed under: música | Tags: ,

Little Joy no Brasil, yes!

Pra quem não sabe eu fui uma das primeira pessoas a disponibilizar algumas músicas da banda na internet. Assim, pelo menos no Twitter. Foi amor, paixão à primeira vista. Eu e Little Joy temos um casinho lindo e fofo, onde o mundo é colorido, tem sua pitada anos 80, nos vestimos de hippies, com óculos wayferer, sandálias rasteiras e blusas listradas. Gostamos do barulhinho da praia deserta e gostamos de praia no inverno, mas com solzinho ou num dia fresco. Assim é a minha relação com a banda. É lindo, maravilhoso e eu amo. E é claro que eu me mato se eu perder o show que rola dia 28 de janeiro na Clash. SE eu não estiver com moradia em Sampa AINDA eu juro que fico num hotel. JURO!

amovocês

amovocês



Papai quero conhecer a Madonna no Natal
17 de dezembro de 2008, 12:04
Filed under: aleatório, cotidiano | Tags: , ,

Eu confesso que tô chateadinha, bem ‘inha’, por não ir no show da Titia Madge. Só de pensar que tem toda aquela muvuca me dá pregui…Mas só de pensar que vai ser difícil vê-la no Brasil de novo…só em outro país e olhe lá. Então, meu sonho atual é: papai poderia ser governador de SP, seria tão mais fácil.



Deus, me dê uma casa!
17 de dezembro de 2008, 10:01
Filed under: cotidiano, eu quero! | Tags: , ,

Tem coisa mais difícil do que achar apartamento em São Paulo? Pq tá fogo, viu. Sério, eu achei que ia ser fácil pq Sampa tem milhões de apartamentos, gente entrando e saindo toda hora, mas não.

Primeiro que eu não quero morar em qualquer lugar. Tem que ser perto da faculdade ou entre a faculdade e o trabalho. Depois tem o fato de que eu não quero morar em qlqer buraco. Pra terminar, $$. Eu não tenho meu salário inteiro disponível pro aluguel.

Seguinte: eu quero um apê, de 1 quarto na Bela Vista OU Vila Mariana. Que seja em conta e o condomínio não seja exuberante, afinal de contas eu não quero playground, nem piscina, nem churrasqueira, nem nada desses coisas…só elevador! Não tô pedindo um apê com banheira, aquecedor, ar-condicionado, blablabla e mimimi. Eu só quero um lugar DECENTE pra morar, poxa!



Tchau casa dos 10!
13 de dezembro de 2008, 12:43
Filed under: Uncategorized | Tags: ,

Hoje eu me despeço da casa dos 10. Dezenove anos é o último ano em que vc ainda tá ali, naquela faixa de idade em que os números começam com 1. ACABOU. 20 anos aí vou eu.

Em gde estilo,com estilo, hype, superprafrentex…Ao som de Kylie Minogue, pq ela é diva e eu tb sou. Um AHAZO!

Então, se eu sou criança, hoje eu deixo de ser? E ano que vem que eu serei maior de idade em todos os países, ou na maioria, ou sei lá, não entendo essas coisas.

Twenty: Ai vou eu!